-->

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Clássicos do design: cadeira Thonet - Thonet chair


Eu adoro cadeiras. Há tempos sonho em ter uma mesa de jantar imensa com um pot-pourri de cadeiras diferentes. 
Enquanto isso não acontece vou pesquisar, guardar imagens inspiradoras e compartilhar aqui com vocês. Combinado? 

Pra começar então, um clássico do design: a cadeira Thonet nº 14.

Michael Thonet foi o cara que, lá em 1859, com uma técnica para envergar a madeira utilizando vapor, apenas 6 elementos e 6 parafusos, produziu uma cadeira leve e fácil de montar que foi a primeira cadeira passível de ser fabricada em série. 




Em uma época onde o mobiliário era produzido artesanalmente, ele revolucionou a indústria moveleira, produzindo um modelo de design atrativo e de fácil distribuição e montagem (a cadeira chegava desmontada para o cliente). 

O modelo original Thonet nº 14 tem assento de palha, mas hoje é comercializado em diversas variações: com assento de madeira, de tecido e cores diversas, mas sua essência continua a mesma e isso é fácil de perceber. Veja só:







Imagens: 1 / 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7 / 8 / 9 / 10 / 11 / 12 
Fontes das informações: casa de valentina / blog móveis apolo / casa e jardim

E mais algumas inspirações atuais e futuras, neste meu álbum do Pinterest. ;)

domingo, 12 de abril de 2015

7 ideias pra decorar com air plants


Não sei se alguém reparou em três plantinhas cabeludas dentro de três bowls brancos sobre a minha mesa de jantar no post PROGRAMA FLORIDO PARA O SÁBADO. Se não reparou, pode dar uma olhada lá que eu espero...
Então... Aquelas plantinhas são as queridinhas air plants. Seu nome científico é Tillandsia. Tillandsia, na realidade refere-se ao gênero da planta e existem várias espécies. Mas a denominação air plants é porque elas são plantas aéreas, que não precisam de solo, crescem sobre outras plantas, geralmente árvores, mas não são parasitas. Isto é, não retiram da árvore meios para sua sobrevivência, nem a prejudicam. Elas sobrevivem absorvendo nutrientes e umidade do ar. 

Se, as suculentas são as queridinhas dos blogueiros de decor, as air plants vem logo em seguida na lista de preferências. Então separei algumas inspirações lindas que vi por aí (clique nos links para seguir pras origens das inspirações):

Lembra muito o diy especial mês das crianças feito para o DIY Coletivo pela Erica.
Estes são de metal, mas você pode fazer um himmeli como a Carla ensinou.
3. Super original e literalmente aérea num suporte de globo
UPCYCLING mode on :)
Para fazer você mesmo, é só usar a velha técnica do balão e cola branca.
Meu preferido <3. Feito usando copinhos plásticos como molde e inspirado nas peças da airplantman designs

Mas como manter uma air plant bonitinha aí na sua casa?

Não é difícil, mas também não dá pra borrifar um pouco de água uma vez por semana e achar que a plantinha vai sobreviver. Acredite! Porque aqui em casa, não pesquisei o "como cuidar" e as minhas primeiras morreram :(
Então, você precisa basicamente mergulhar a plantinha inteira em água morna, por pelo menos 40 min, uma vez por semana. Se a sua plantinha tiver flores, mantenha as flores fora da água, ok? O restante, folhas e raízes pode mergulhar sem medo.
Depois deste tempo, seque cuidadosamente a plantinha com papel toalha, e deixe-a secar bem, esperando algumas horas antes de colocá-la de volta no recipiente que você escolheu para inseri-la na decor de sua casa.

Ah... Elas também não gostam da incidência solar direta. Assim, não deixe-as perto de janelas onde bate sol diretamente.
Estas dicas são da Vidya, do blog Whats Ur Home Story. Neste post dela, você vê o "how to care" com algumas fotos.

Bônus: estas e mais algumas ideias pra decorar com plantinhas, NESTE MEU PAINEL do Pinterest. :)

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Era uma vez uma camiseta que virou almofada...


Aliás, eram duas camisetas... :)

Sabe aquelas camisetas que você ganha e têm uma estampa bacana, mas corte retão de T-shirt masculina e você acaba não usando? Foi assim com a camiseta que minha sogra trouxe do Santuário de N. Sra. de Aparecida. 
A outra foi feita, não lembro por qual das AMIGAS SUPERPODEROSAS, quando nos reunimos antes da Lu se mudar pra Itália. A estampa é uma linda foto de um raro momento onde estávamos todas juntas. Então eu a guardei com carinho.


O fato é que guardei as duas por um tempão, até que resolvi levar pra Olívia, nossa amiga costureira que dá jeito nas minhas invencionices. :) E ela transformou as camisetas em duas almofadinhas pequenas (ou travesseirinhos, como queira), colocando zíper, forro e uma rendinha fofa em volta.

Assim... Era uma vez... duas camisetas que passavam seus dias tristes escondidas no armário, que passaram por um makeover e agora posam felizes enfeitando a cama arrumada. :)

PS.:
Vc que acompanha o PPdK, já conhece a Lu. Porque mostrei o CASAMENTO dela e também o QUARTINHO do seu piccolo Lorenzo.


segunda-feira, 6 de abril de 2015

DIY Coletivo: coisa de artista - relógio surrealista

Mais um mês que se passa... E chega a hora de mais uma edição do DIY Coletivo... Adoro demais! Dessa vez o desafio é criar uma decoração ou um item decorativo inspirado em um de nossos artistas preferidos. Não é necessário que seja uma reprodução da obra. O artista, ou seu estilo devem apenas ser o gatilho da inspiração.

Eu escolhi Salvador Dalí e seu surrealismo. Mais especificamente, seu quadro 'A Persistência da Memória'.

Primeiro, pra começar a evocar vibrações catalãs (projeto futuro da equipe SOS Decor que é suspense, por hora :)). Segundo, porque o relógio derretendo evoca a teoria (uma das mais perfeitas, pra mim) da relatividade do tempo. Terceiro, porque li que Dalí pintou este quadro em menos de 5 horas, em um dia que se sentia cansado e com uma leve dor de cabeça (como têm sido meus dias, embora a dor de cabeça não seja tão leve assim).


Enfim... Com minhas dores de cabeça e o pouco tempo que tinha, fiz minha versão do relógio. Não derretendo, mas com as horas num "movimento surrealista", "libertando-se da exigência" da posição usual. Que tal?

Pra fazer um relógio surrealista como o meu, você vai precisar de poucos materiais:



Eu utilizei uma cartela de adesivos que já tinha em casa (você vai inclusive perceber que faltam alguns números) e, como queria eles brancos, usei spray para pintá-los. Você pode já comprar números adesivos na cor que quiser ou escrevê-los à mão com canetinha, diretamente na placa de MDF.

Pra realizar o meu projeto, são necessários apenas 4 passos:

# 1 - Marcar o meio da placa de MDF e furar;
# 2 - Pintar os números e os ponteiros do relógio com spray branco (ou outra tinta que estiver dando sopa aí na sua casa);


# 3 - Encaixar a máquina do relógio e os ponteiros;
# 4 - Colar os números como se estivessem fugindo do relógio.


Se você observar, há ainda mais um detalhe na minha versão: as fotos também foram inspiradas na obra, uma vez que posicionei o relógio sobre a mesa, misturando-o a outros objetos numa composição inesperada aos olhos. A própria Karen Dalí :)

E agora, bora ver o que as meninas aprontaram desta vez? Estou curiosa pra saber sobre os artistas muso inspiradores que elas escolheram. Vem comigo pros blogs delas, clicando nas imagens abaixo:






O DIY Coletivo SOS Decor é um coletivo de blogueiras que adoram um desafio para transformar, elas mesmas, suas casas em verdadeiros "sweet homes". Aqui o bom, bonito e barato se encontram sob forma de boas ideias. Visite nossa fanpage. Você pode participar também.
Veja aqui, o que já rolou nas edições anteriores do DIY Coletivo SOS Decor.

segunda-feira, 30 de março de 2015

3 motivos para participar do DIY Coletivo da Equipe SOS Decor

Oi. Hoje escrevo pra você, especialmente, pra te convencer a participar dos desafios mensais do DIY Coletivo

Como você sabe, faço parte da Equipe SOS Decor, que engloba, além do Pot-Pourri da Karen, o HomeSweetener, da Erica; o The Blue Post, da Carla; o Casa de Amados, da Juliana; o Feita com Muito Esmero, da Stephany e o Casa Design Studio, da Thamyrez.

Mensalmente a gente lança um tema específico e convidamos geral a realizar projetos 'faça-você-mesmo' dentro do tema. 

A questão é que temos recebido muitas mensagens lá na página e também e-mails e comentários em nossos blogs de pessoas dizendo o quão bacana está o coletivo, o quão boas são as inspirações compartilhadas... mas geralmente encerram dizendo que ainda arranjarão tempo pra participar ou pior, que não têm criatividade suficiente. E isso não é verdade! Por isso vim aqui apontar alguns motivos pra você participar conosco dessa troca bacana que as blogagens coletivas proporcionam.

# 1 - Visibilidade pro seu blog:

Então... Eu acredito, de verdade, que a blogsfera é como o céu estrelado, onde cada estrela tem seu brilho próprio mas ainda assim convive numa boa com uma infinidade de outras estrelas sem que nenhuma ofusque o brilho da outra. Entende? Acredito que blogueiros unidos somam. Ninguém subtrai de ninguém. Assim, quero que você some com a gente e, de quebra some visitas e comentários aí no seu blog. 
Pra isso, criamos a página no Facebook e também, recentemente, o perfil no Instagram (@diycoletivo), pra que você nos envie o link de sua postagem e a gente possa compartilhar e somar curtidas, seguidores e comentários pra todo mundo. Você quer isso e a gente quer crescer com você. :)

# 2 - Passe livre para "roubar" ou estímulo à sua criatividade:

Você vai encontar 6 ideias de cada tema, nos nossos blogs no dia da divulgação. Daí você pode fazer um levantamento dos materiais que você tem em casa e encarar uma versão sua. Você pode ainda "dar um google" no tema ou uma garimpada no Pinterest e encontrar algo legal. Se você der os créditos à fonte de sua inspiração, não será plágio. Mas você pode ainda fazer melhor... Durante este processo de se inspirar, você pode ter uma ideia totalmente sua, que pode até ser um "frankenstein" de várias coisas que você viu, afinal num mundo cheio de referências, todo o trabalho criativo é realizado sobre algo que veio antes ou é uma releitura de uma ou mesmo uma mistura de várias ideias anteriores. Nada é totalmente original.
Estamos te estimulando a "roubar" no sentido que ensina Austin Kleon em seu livro 'Roube como um Artista': "transformar o trabalho de suas referências em algo seu, é homenageá-las".

"Roube qualquer coisa que ressoe em você, que inspire ou abasteça sua imaginação. Devore filmes antigos, filmes novos, música, livros, pinturas, fotografias, poemas, sonhos, conversas aleatórias, arquitetura, pontes, sinais de rua, árvores, nuvens, bacias hidrográficas, luz e sombras. Para roubar, selecione apenas coisas que falam diretamente à sua alma. Se você assim fizer, seu trabalho (e furto) será autêntico." (Jim Jarmush)

Os desafios do DIY Coletivo vão te estimular a fazer tudo isso. Por exemplo, para o tema que será divulgado na próxima segunda-feira, eu acabei pesquisando bastante sobre a minha referência, descobri muitas coisas interessantes sobre ela e meu projeto, além de ser minha homenagem, rendeu uma bela bagagem de "furtos" que, somados aos que já tenho e aos que virão, renderão ótimos frutos, com certeza. ;)

# 3 - Vencer algumas batalhas na eterna luta contra o tempo:

Quem não está sempre tentando fazer render as 24 horas do dia, pra encaixar tudo que deve ser feito (trabalho, obrigações domésticas...), mais o que se deseja fazer (ler um livro, ver um filme, realizar um projeto diy...), mais o que é saudável fazer (exercícios, boa alimentação, dormir bem...)? É uma guerra sem fim. Mas no meio desse montão de coisas, se a gente consegue realizar um projeto, fica uma sensação muito boa de vencer a batalha, de conseguir se organizar a ponto de realmente produzir algo. 
Eu, recentemente, lendo o livro de John Perry, 'A Arte da Procrastinação', me descobri uma procrastinadora estruturada. Procrastinadores adiam as coisas que precisam fazer. Procrastinadores estruturados raramente ficam sem fazer nada. Eles fazem um montão de outras coisas enquanto adiam uma. Talvez você seja como eu. Assim, participando do nosso DIY Coletivo, você vai ser obrigada a organizar-se, a estruturar seu monte de tarefas. Não estou dizendo que você vai ser obrigada a fazer um planejamento estratégico completo a cada mês. Mas se você quiser mesmo participar, você vai ter que traçar uma meta e "fatiá-la" em tarefas com prazos. E cada vez que você completar uma tarefa, cada mês que você concluir um projeto, será um estímulo para que você se reconheça como realizador, como vencedor da eterna batalha contra a falta de tempo. 
Isso, somado à visibilidade, aos comentários gentis que, com certeza, você vai receber, será muito gratificante. 

falei escrevi muito, né? Apenas mais uma coisinha: se você não tem um blog, não pense que isso não é pra você. É sim, viu? Queremos trocar sim, queremos movimentar a blogsfera, mas queremos, principalmente, te inspirar a botar a mão na massa e deixar sua casa mais bonita e autoral. E ficaremos super felizes em receber feedback em forma de fotos do seu diy através do e-mail do coletivo (sosdecor@gmail.com) ou do e-mail de nossos blogs (o meu é potpourridakaren@gmail.com) :).

E aí? Te convenci? Espero você na próxima segunda-feira, a primeira do mês, quando divulgaremos o tema de abril, combinado? Até lá.

Karen



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...